Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

terça-feira, 29 de maio de 2012

DENÚNCIA: Vereador usa a plenária para fazer grave acusação contra a Secretaria de Educação de JP


DENÚNCIA: Vereador usa a plenária para fazer grave acusação contra a Secretaria de Educação de JP
DENÚNCIA: Vereador usa a plenária para fazer grave acusação contra a Secretaria de Educação de João Pessoa

 A sessão desta terça-feira (29) foi marcada por uma denúncia grave contra a Prefeitura Municipal de João Pessoa, mais precisamente contra a Secretaria de Educação.

O vereador Tavinho (PTB) usou a tribuna da Câmara para denunciar que fardamentos e material escolar do município estão sendo jogados no lixo. O vereador ainda exibiu um vídeo mostrando os fundos da EscolaMunicipal João XXIII no bairro dos Novaes onde foram feitas imagens que confirmam a denúncia. As imagens mostram vários lotes de fardamentos mofados, material escolar como giz e cola vencidos ou próximos do vencimento jogados no pátio prontos para serem jogados fora ou incinerados.

Revoltado com tal fato o vereador Tavinho não poupou adjetivos para descrever essa situação. “Esse escândalo eu quero traduzir em uma única palavra: Vergonha”, enfatizou.

Vários estudantes de escolas municipais de João Pessoa foram assistir a sessão, o que fez o clima ficar ainda mais quente. A vereadora Sandra Marrocos usou seu tempo para esclarecer o que estava acontecendo. “ Esses materiais que aí estão sobraram e estavam sendo armazenados para irem à leilão, mas a Escola João XXIII foi alvo de vândalos o que ocasionou essa desordem que aí está” nesse momento a vereadora chegou a ser vaiada pelos estudantes que estavam presentes na sessão.

Mesmo fazendo parte de um bloco da base aliada do prefeito Luciano Agra, o vereador Sérgio da SAC mostrou solidariedade a Tavinho e disse que essas denúncias são vergonhosas e tem que ser apuradas.

O vereador Tavinho ainda esclareceu que no ano passado a Câmara de João Pessoa denunciou a falta de fardamento para os alunos de escolas públicas da cidade e a curadora Fabiana Lobo teve que assinar um termo de ajustamento de conduta o que não condiz com a realidade apresentada onde as fardas estavam sendo jogadas no lixo. “ Essa denúncia chega no índice da indignação do povo, num segmento que tinha que ser o futuro da nossa cidade nós estamos tendo é um retrocesso como esse” concluiu.

Thatiane Sonally

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso Portal