Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

RC diz que oposição na Paraíba age como se Estado fosse uma pizza: "Querem fatiá-lo em 12 pedaços entre cada uma das famílias"

O governador Ricardo Coutinho, do PSB, está confiante na vitória governista, sobretudo após o ingresso do deptuado federal Luiz Couto (PT) na chapa majoritária na disputa pela segunda vaga do Senado Federal. E, em entrevista, na tarde desta quarta-feira (01), o gestor aproveitou para engrossar o tom, contra seus adversários, a quem acusou de querer transformar o Governo do Estado em uma grande pizza. Para ele, a oposição encabeça pelas famílias Cartaxo e Cunha Lima quere fatiar entre os membros de cada clã a gestão estadual, ignorando a existência de outros agentes políticos e lideranças que podem trabalhar em prol do povo.
"Obeservem bem o outro lado que nos faz oposição, qual o discurso deles. Eles estão lá brigando para poder se compor enquanto famílias, não enquanto projeto político. Eles não tem projeto político, não tem discurso político, não tem o que mostrar, eles não têm absolutamente nada. Eles querem o poder pelo poder para pegar esse poder, como se fosse uma pizza grande, fatiá-la em oito ou 12 pedaços e ao mesmo tempo distribuir entre cada uma das famílias para que elas se locupletem conforme queiram, em cada pedaço dessa pizza chamada Estado. O povo não vai permitir esse retrocesso"
Para Ricardo, o único projeto que a oposição tem é o da ambição familiar. Ele cutucou o fato de o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV),  ter indicado o irmão gêmeo, Lucélio Caratxo (PV), como pré-candidato ao Governo do Estado e de o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), ter emplacado a esposa, Micheline Rodrigues (PSDB), como pré-candidata a vice.
"Dou outro lado você não tem projeto, você tem ambição. E ambição que passa pelas famílias, passa pelo poder familiar, oligarcas antigos que estão enrugados na nossa história. Dou outro lado você...Alguém acha natural você colocar a mulher de um para ser vice e o irmão do outro pra ser pré-candidato a governador, colocar a esposa pra ser suplente, e a esposa do outro pra ser suplente. Ou seja, a política é simplesmente aquilo. Isso acontecia na República Velha, isso é política de 1930, que na Paraíba perdurou, mas que foi derrotado de 2010 para cá e será derrotado agora em 2018 com uma eleicao que eu tenho uma fé enorme que o povo da Paraíba vai limpar a Política e vai dar uma grande vitória tripla, a Azevêdo, Couto e Veneziano", disse.
A expectativa é que o Governo indique no próximo sábado o nome do vice na chapa de João Azevêdo (PSB). Efraim Morais (DEM), Atrhur Bolinha (PPS), Pollyana Dutra (PSB) e Lígia Feliciano (PDT) continuam sendo os mais cotados para o posto.

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso Portal