Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Primeiro caso de malária no estado da Paraíba é registrado no município do Conde

Situação foi registrada no dia 29 de março. Exames laboratoriais confirmaram a suspeita. Vítima é uma mulher de 35 anos
Abril 2, 2019 às 17:51 - Por: Redação OP9

Caso foi registrado no dia 29 de março no município do Conde, Litoral Sul do estado. Foto: Arquivo/Flickr.
O primeiro caso de malária no estado foi registrado no município do Conde, Litoral Sul da Paraíba. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a notificação de suspeita da doença foi registrada no dia 29 de março. Uma mulher de 35 anos deu entrada em uma unidade hospitalar com sintomas de febre, calafrio e anemia. Foram realizados exames laboratoriais que confirmaram a suspeita da doença. O protozoário identificado no exame da paciente foi o Plasmodium vivax, considerado o de menor patogenicidade em comparação aos demais.
Por meio de nota oficial, a SES informou que a equipe técnica da Vigilância Ambiental e Epidemiológica do órgão junto com a Secretaria Municipal do município do Conde, traçaram estratégias para condução e controle da situação apresentada. Foi explicado também que a Paraíba “não é área endêmica para a doença”.
De 1994 a 2018, foram notificados no estado paraibano 175 casos suspeitos da doença. Desses, 70 casos são de pacientes residentes na Paraíba e todos foram registrados como casos importados, ou seja, pessoas que se deslocaram para regiões endêmicas, foram infectadas e retornaram para o estado de residência. Nenhum óbito foi registrado. 
Estado de saúde da paciente
De acordo com a assessoria do Hospital Universitário (HU), localizado em João Pessoa, o estado de saúde da mulher é estável, está internada no setor de doenças infecto parasitárias e já está fora de risco.
Encaminhamentos entre a SES e o município do Conde para investigação de possíveis casos secundários
  • Levantamento de dados e exames da paciente junto ao Hospital que realizou a notificação;
  • Visita domiciliar para levantamento de informações e investigação sobre sintomatologia dos comunicantes.
  • Disponibilização de testes rápidos para malária pelo LACEN-PB para triagem e avaliação dos casos suspeitos que surgirem no município.
  • Disponibilização de medicamento pela SES para tratamento presuntivo de acordo com clínica sugestiva para o agravo.
  • Pulverização com inseticida de efeito residual do local de residência e de adjacências no endereço do caso positivo, como ação de combate ao vetor;
  • Utilização UBV costal e pesado no território após discussão junto a vigilância ambiental do município.
  • Busca ativa de possíveis novos casos no litoral do Conde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso Portal