Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Vereador da cidade de Conde alega foro íntimo e renuncia mandato

Vereador da cidade de Conde alega foro íntimo e renuncia mandato
Do Sertão ao Litoral. Mais uma renúncia de mandato foi registrada na Paraíba, em menos de 40 dias.
Depois do ex-prefeito da cidade de Patos, Bonifácio Rocha (PPS), que renunciou ao mandato no dia 03 de abril desse ano, agora foi a vez do vereador Fernando Antônio Neves de Araújo (Avante), mais conhecido como Fernando Boca Loka, entregar à Câmara Municipal de Conde, no litoral sul do Estado, uma carta renunciando ao mandato de parlamentar, que acaba apenas no final do ano que vem.
O documento foi recebido pela Casa Legislativa por volta das 14h desta sexta-feira (10). Ele e outros parlamentares da cidade são investigados pela prática conhecida como “rachadinha”.  
 Boca Loka é acusado de usar uma mulher como ‘laranja’ para desviar salários. Ele já teria confessado o crime à Polícia Civil da Paraíba.
Conforme o delegado Delegacia Especializada Contra o Crime Organizado (Deccor), Allan Terruel, BocaLoka não foi preso porque se apresentou espontaneamente à polícia, confessou o crime e trouxe informações novas sobre o esquema na Câmara Municipal da cidade.
No texto o vereador alega apenas foro íntimo para justificar a decisão. 
O primeiro suplente de Boca Louca é Flávio Melo de Souza, mais conhecido por Flávio do Cabaré. Ele se encontra detido no 5º Batalhão de Polícia Militar após ser preso pelos crimes previstos nos artigos 228 (favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual), 229 (casa de prostituição), 230 (rufianismo) e 288 (associação criminosa).
O segundo suplente, Luiz de Bihino, deve ascender ao cargo de vereador na Câmara do Conde.
VEJA A CARTA RENÚNCIA
PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso Portal